Como ocorreu em 1937, com o estádio Rasunda, a Inglaterra mais uma vez foi convidada para inaugurar o novo estádio nacional da Suécia, batizado como Friends Arena, nesta quarta-feira, enfrentando a seleção local, que desta vez, quer um resultado diferente daquele de 75 anos atrás.

O confronto ainda é a chance de revanche para os nórdicos da derrota sofrida na primeira fase da última Eurocopa. No dia 15 de junho deste ano, os ingleses venceram por 3 a 2, com gols de Carroll, Walcott e Welbeck para o ‘English Team’, e de Johnson (contra) e Mellberg, para os suecos.

Os visitantes, contudo, chegarão com cinco desfalques para a partida, o mais importante deles, do atacante Wayne Rooney, do Manchester United. Os problemas obrigaram o técnico Roy Hodgson a apelar para um jogador da segunda divisão do Campeonato Inglês, o atacante de origem marfinense Wilfrid Zaha, de 20 anos, do Crystal Palace.

Outros desfalques de Hodgson – que estará ainda neste mês para participar da conferência Soccerex – são o meia Aaron Lennon e o atacante Theo Walcott. Assim, quem deve reaparecer entre os titulares ingleses é Jack Wilshere, do Arsenal, que retornou recentemente de longo período de afastamento devido a lesão.

A partida será de marca histórica para o capitão do ‘English Team’, que chegará a 100 jogos vestindo a camisa da seleção de seu país. A marca isola o meia dos ‘Reds’ como o sexto jogador a defender a Inglaterra em pelo menos 100 jogos – o recordista de participações é o ex-goleiro Peter Shilton, com 125 partidas.

Para o futebol sueco, o confronto com os ingleses marca o dia de grande festa, assim como aconteceu há quase oito décadas. O resultado daquele jogo, contudo, é o que os donos da casa não querem repetir. Na abertura do Rasunda, o ‘English Team’ venceu por 4 a 0.

Para não fazer feio na inauguração de seu novo estádio, o técnico Erik Hamrén escalou todos os jogaores que tinha a disposição, entre eles, o astro do país, Zlatan Ibrahimovic, atacante do Paris Saint-Germain, que ontem venceu pela sétima vez o prêmio “Bola de Ouro” de melhor jogador sueco do ano.

Os principais desfalques da convocação são os atacantes Johan Elmander, do Galatasaray, e Ola Toivonen, do PSV Eindhoven, ambos lesionados. Com isso, quem voltou a ganhar chance de ser convocado foi o também atacante Mathias Ranégie, da Udinese.

Os suecos chegam com moral, depois do empate em 4 a 4 com a Alemanha, pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2014, em partida que chegaram a estar perdendo por 4 a 0. Com sete pontos, os nórdicos estão em segundo no grupo C, atrás justamente dos alemães.

Prováveis escalações:.

Suécia: Isaksson; Lustig, Granqvist, Jonas Olsson e Safari; Larsson; Elm, Kallstrom e Kacaniklic; Ibrahimovic e Berg. Técnico: Erik Hamrén.

Inglaterra: Hart; Johnson, Cahill, Shawcross e Baines; Osman, Gerrard, Huddlestone, Cleverley e Wilshere; Welbeck. Técnico: Roy Hodgson.

Árbitro: Svein Oddvar Moen (Noruega).

Estádio: Friends Arena, em Solna (Suécia).