A emocionante vitória da Suíça sobre o Equador, com direito à virada aos 47 minutos do segundo tempo, foi muito comemorada pelo técnico da equipe europeia, o alemão Ottmar Hitzfeld, e pelo craque do time, o atacante Shaquiri. A partida deste domingo, em Brasília, marcou a estreia das duas seleções no Grupo E do Mundial.

Hitzfeld classificou a vitória como “inacreditável” e se disse “muito feliz com os três pontos”. O técnico deu uma declaração no mínimo curiosa sobre uma suposta vantagem que os equatorianos teriam sobre sua seleção na partida disputada no estádio Nacional Mané Garrincha. “No final do jogo estávamos tendo alguns problemas com a altitude de 1.100 metros acima do mar, então eles tinham mais fôlego que nós. Mesmo assim, nunca deixamos de acreditar”, afirmou.

Shaquiri, eleito o melhor jogador da partida pela Fifa, reconheceu o bom desempenho do adversário e disse se sentir orgulhoso pelo bom resultado da Suíça na estreia. “Foi uma partida incrível, em que o Equador jogou muito bem”, analisou o atacante, que admitiu o domínio da seleção sul-americana durante o primeiro tempo. Perguntado sobre a nomeação como melhor atleta da partida, Shaquiri disse que “o que realmente importa é que vencemos o jogo”.

A próxima partida da Suíça pelo Grupo E será contra a França, nesta sexta-feira, em Salvador. No mesmo dia, Equador enfrenta Honduras, em Curitiba, em um duelo de seleções que ainda não pontuaram.