Denis Oswald anunciou nesta sexta-feira a sua candidatura à presidência do Comitê Olímpico Internacional (COI). Assim, ele se tornou o quinto aspirante, sendo o segundo europeu, a suceder Jaques Rogge no comando da entidade. O advogado suíço, de 66 anos, enviou nesta sexta uma carta aos membros do COI em que confirmou a sua candidatura.

 

Oswald disse que decidiu aspirar ao máximo posto no movimento olímpico com “grande honra e muita humildade”. Ele destacou que competiu como remador em três edições dos Jogos Olímpicos e ganhou uma medalha de bronze em 1968, preside a Federação Internacional e Remo desde 1989, com seu mandato terminando no final deste ano, e também ocupou outros cargos relevantes no COI.

 

O alemão Thomas Bach, o porto-riquenho Richard Carrión, o taiwanês C.K. Wu e Ng Ser Miang, de Cingapura, são os outros candidatos. Se espera que o ucraniano Sergei Bubka também entre na disputa. Rogge deixará o cargo em setembro, após 12 anos no comando do COI. A eleição presidencial será realizada no dia 10 de setembro em Buenos Aires.