A Unidade de Competições de Vôlei de Quadra da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) divulgou ontem o ranking dos atletas para a temporada 12/13 da Superliga de vôlei. O ranking oficial foi implantado pela CBV em 92/93, com o objetivo de gerar equilíbrio entre os times, que têm limite na pontuação geral para formar o grupo.

O sistema de pontuação contempla a qualidade técnica de cada jogador, sua carreira e desempenho nas últimas temporadas. Os números variam de um a sete pontos. Cada equipe tem o direito de formar o grupo com atletas cujo somatório de suas pontuações não seja superior a 32 pontos e tenha, no mínimo, sete pontos.

Masculina

Na Superliga masculina, são ranqueados os 135 melhores atletas brasileiros e estrangeiros. A mudança em relação à temporada passada é que, neste ano, cada time pode contar com dois atletas estrangeiros e não mais com apenas um.

A regra para a competição masculina determina que cada time pode inscrever, no máximo, três jogadores avaliados com sete pontos. Para as demais graduações, a inscrição é livre, desde que respeitada a pontuação máxima por equipe, de 32 pontos.

Em relação aos jogadores de pontuação máxima, não houve nenhuma alteração. Seguem com sete pontos: Bruno, Dante, Giba, Leandro Vissotto, Lucão, Murilo, Ricardinho e Rodrigão.

Feminina

Na competição feminina, foram ranqueadas as 118 melhores atletas. Cada time também poderá inscrever três atletas que tenham o valor máximo, de sete pontos. Quanto aos estrangeiros, cada time do campeonato feminino também tem direito a inscrever duas atletas.

Entre as jogadoras de pontuação máxima, nove delas se mantêm com sete pontos: Fabiana, Fofão, Jaqueline, Mari, Natália, Paula Pequeno, Sheilla, Thaisa e Walewska. Já a levantadora Fernanda Venturini, que retornou às quadras na temporada 11/12, passou de cinco para sete pontos.