Nilton Santos
O carioca Raoni Monteiro não deu chances aos gringos e faturou o
título do Hang Loose Pro Contest, ontem, em Fernando de Noronha.

Raoni Monteiro, 25 anos, recolocou o Brasil em vantagem na história do Hang Loose Pro Contest ao conquistar a 13.ª vitória verde-amarela no placar que estava empatado contra os estrangeiros.

Na grande final disputada ontem nos tubos da Cacimba do Padre, Raoni bateu o americano Gabe Kling, que repetiu seu vice-campeonato de 2006 em Fernando de Noronha (PE). Os dois até o ano passado faziam parte do grupo do ASP World Championship Tour (WCT) e iniciaram no campeonato mais antigo da América do Sul suas caminhadas para retornar à divisão de elite do esporte.

?É isso aí, 13 a 12 pro Brasil, mas o mais importante é que todos os dias deu altas ondas, todos os dias deu muitos tubos, todo dia alucinante, então estamos aí amarradões e no ano que vem tem mais?, disse Álfio Lagnado, presidente da Hang Loose.

Por goleada

Uma nota 8,83 num tubão logo na primeira onda que pegou na grande final praticamente decidiu o título para Raoni Monteiro, que não vencia um evento desde 2003, quando entrou na elite do WCT. Gabe Kling já havia derrotado o paulista Hizunomê Bettero por pouco na semifinal – 16,44 x 15,10 pontos – e a expectativa era grande, mas dessa vez ele não conseguiu frustrar a torcida que era toda para o brasileiro. Raoni festejou o título com uma ?combination?, ou seja, mais de 10 pontos de vantagem sobre o adversário, que no surfe é como vencer de goleada. O placar foi encerrado em 15,43 x 9,50 pontos.

?Consegui fazer tudo certo desde o começo, mantendo sempre a calma nas baterias e o resultado do bom trabalho da semana aqui foi a vitória. Eu prometi para a minha filha que ia levar um troféu para casa e consegui cumprir?, vibrou Raoni Monteiro.

?Quero agradecer ao povo de Noronha, aos surfistas daqui que deixam esse campeonato acontecer, esse lugar é alucinante, tem altas ondas e tubos que são o mais importante, agradecer também ao Álfio da Hang Loose por fazer todos estes anos esse campeonato neste lugar maravilhoso e estou muito contente por ter desempatado este placar de títulos da história do

Hang Loose. É Brasil, galera!?, esbravejou o campeão, que faturou o prêmio máximo de 12.000 dólares e largou em quarto lugar no ranking que classifica 15 surfistas para o WCT, com os 2.500 pontos recebidos pela vitória no Hang Loose Pro Contest 2008.

Já o vice-campeão Gabe Kling levou 6.000 dólares e 2.188 pontos para começar em sexto lugar na classificação geral das três primeiras etapas do World Qualifying Series WQS. O paulista Hizunomê Bettero e o espanhol das Ilhas Canárias, Jonathan Gonzalez, pararam nas semifinais e dividiram a terceira posição em Fernando de Noronha.

Multados

Dois surfistas acabaram multados pela ASP South America por indisciplina após serem eliminados do Hang Loose Pro Contest 2008 em Fernando de Noronha.

O paranaense Peterson Rosa, que tentou até invadir o palanque dos juízes depois da derrota para o norte-americano Gabe Kling na última bateria do sábado, foi incluido em seis artigos do Código Disciplinar da ASP e recebeu uma multa de 5.000 dólares. Já o carioca Leandro Bastos foi incurso em dois artigos e a penalidade foi de 1.000 dólares. ?A Direção da ASP South America repudia tais atos e informa que estará agindo com rigor em seus eventos para que seja respeitado o Código Disciplinar da entidade, com o objetivo de impedir que a imagem do esporte e do ASP World Tour sejam manchadas por atitudes anti-esportivas protagonizadas por quem quer que seja?, fortalece Roberto Perdigão, diretor da ASP South America, escritório da ASP na América do Sul.