Em uma partida sem muito brilho, o meia Ganso foi uma das exceções. Com belas jogadas e dribles de efeito, ele levantou a torcida e foi fundamental para que o São Paulo chegasse ao empate. Foi dele o passe para o gol de Luis Fabiano, em um momento que estava cercado pelos adversários. O meia encontrou uma brecha e deu a assistência para o companheiro marcar.

O próprio jogador admitiu que fez a diferença. “Foi uma das melhores coisas, em um clássico que teve muito choque e dividida. O Luis também foi bem esperto na jogada do gol”, explicou.

Ganso acredita que esse seja o caminho para o São Paulo evoluir. “Tem muita coisa para a gente crescer. Conseguimos tocar a bola na frente da área e virar o jogo de um lado para outro. Tem de ser assim.”

Recentemente, ele declarou que a equipe necessitava de um meia de criação e isso provocou certa polêmica, pois na ocasião estava na reserva. Mas o técnico Muricy Ramalho apostou novamente em seu futebol e o ex-santista vem desequilibrando. “Se a gente quer chegar ao título, tem de ser assim, rodando bem a bola, buscando os espaços e fazendo os gols”, defende.

Rodrigo Caio, que travou um duelo à parte com Guerrero, festejou o gol de Luis Fabiano e confessou ter certeza de que em algum momento Ganso iria desequilibrar o confronto. “Sabíamos que o momento chegaria em uma bola do Ganso. Foi um passe muito bom para o Luis e conseguimos chegar ao empate após sair perdendo em um gol de contra-ataque”, diz.