Lanterna do Grupo B da Liga dos Campeões, a Juventus corre sério risco de ficar fora da segunda fase da principal competição europeia. Para não ver boa parte do planejamento da temporada jogado no lixo, a equipe precisa vencer o Copenhague nesta quarta-feira, na Arena Juventus.

“Contra o Copenhague será uma partida fundamental. Só haverá um amanhã se vencermos. Senão, não. Devemos conquistar os três pontos a todo custo. Não vejo outra alternativa”, comentou o técnico da Juventus, Antonio Conte.

A equipe italiana tem apenas três pontos, contra quatro do Copenhague e do Galatasaray e dez do Real Madrid. Se vencer e contar com a ajuda do Real, que recebe os turcos, chega à última rodada em vantagem para brigar diretamente pela segunda vaga do grupo em Istambul.

A situação complicada na Liga contrasta com a liderança no Campeonato Italiano, assumida depois do empate da Roma com o Cagliari, segunda. “Sabemos bem separar a Liga e o Italiano. O primeiro lugar no Italiano não muda nada, assim como não mudaria se a Roma tivesse vencido. Devemos pensar só em nós e em jogarmos melhor”, apontou Conti.

O treinador não vai poder contar com o zagueiro Barzagli, que se machucou defendendo a Itália no amistoso contra a Alemanha. No ataque ele confirmou a dupla Tevez e Llorente.