Depois de ver o time Sub-23 do Internacional cair por 2 a 1 diante do Cerâmica, na noite da última quinta-feira, no Beira-Rio, pelo Campeonato Gaúcho, o técnico Osmar Loss destacou que o confronto serviu para dar mais maturidade aos jogadores que tiveram a primeira chance de atuar na equipe principal. O treinador assumiu a função de Dorival Júnior, que na última quarta, também no Beira-Rio, comandou os titulares colorados na vitória por 1 a 0 sobre o Once Caldas, pelo jogo de ida da fase preliminar da Copa Libertadores.

Por ter um jogo marcado já para este sábado, contra o Veranópolis, novamente no Beira-Rio, o clube optou por usar uma equipe Sub-23 na última quinta, enquanto o time considerado reserva voltará a campo nesta rodada seguinte da competição estadual. Já os titulares serão poupados para a partida de volta contra o Once Caldas, na próxima quarta-feira, na Colômbia.

“(o jogo) Serviu para o amadurecimento dos jogadores, que ainda estão buscando espaço no Inter. Hoje, por exemplo, tivemos quatro estreias de jogadores que sequer haviam vestido a camisa do Inter. Fizemos um bom segundo tempo, mas infelizmente a arbitragem não assinalou um pênalti claríssimo. Poderíamos ter obtido um resultado melhor. De qualquer forma, este é um projeto vitorioso do Inter, pois já revelou grandes jogadores para o grupo profissional. Vamos seguir trabalhando”, destacou Osmar Loss.

Os jogadores do time Sub-23 festejaram a chance de poder defender o Inter no Campeonato Gaúcho, mas lamentaram a derrota que complicou a situação do clube nesta fase inicial da competição. “Falhamos em alguns momentos no primeiro tempo e isso foi determinante para o resultado do jogo. Mas temos que levantar a cabeça e trabalhar bastante”, disse o lateral-esquerdo Lima. “O segundo tempo deu só a gente. Eles não chutaram uma bola a gol. Temos que aprender com nossos erros”, completou o zagueiro Romário.