O técnico Niko Kovac não poupou críticas ao brasileiro Rafinha, depois que o lateral reclamou publicamente da falta de espaço no Bayern de Munique. O comandante da equipe bávara considerou que o jogador desrespeitou o restante do elenco, mas revelou que ele já se desculpou com os colegas.

“Ninguém pode se colocar acima do time, do clube e dos outros jogadores, e nem ser tão crítico com o técnico. Mas ele se desculpou em frente ao elenco. Com isso, o problema está encerrado. Mas não deveria ter acontecido, de toda forma”, comentou o ex-jogador croata.

Sem atuar desde a derrota para o Bayer Leverkusen no último dia 2, Rafinha tornou pública sua insatisfação com a situação após a vitória por 1 a 0 sobre o Hertha Berlin, no último sábado.

“Não faço ideia do motivo (de não ser aproveitado). Eu sempre dou 100%, entrego meus serviços, mas ele não confia em mim. Eu não sei o que ele pensa. Eu joguei com Heynckes, Ancelotti e Guardiola. Não tenho ideia do motivo. O treinador sabe que vou sair no fim da temporada, talvez essa seja a razão”, comentou em entrevista à revista Bild.

Aos 33 anos, Rafinha tem contrato com o Bayern somente até o fim da temporada e despertou o interesse de outros clubes, inclusive do Flamengo. Apesar do desentendimento com Kovac, o brasileiro pode ter a chance de voltar a atuar pelo Bayern contra o Borussia Mönchengladbach no sábado, uma vez que o lateral-esquerdo Alaba se lesionou e deve ser desfalque.