Na luta para continuar na primeira divisão, o técnico do Palmeiras, Gilson Kleina, defendeu hoje a distribuição de prêmios em dinheiro para equipes desinteressadas na reta final do Brasileiro.

Segundo o treinador, é comum o pagamento de incentivos financeiros para que clubes tirem pontos de adversários diretos de uma equipe. “No futebol, acontece essa situação. Não vejo problema nenhum em incentivar uma equipe para vencer”, disse Kleina.

Apesar de defender a “mala branca”, o técnico disse que não fez nenhum pedido desse tipo para a diretoria. “Não participo disso.” Antepenúltimo e em situação desesperadora no Brasileiro, o Palmeiras está cinco pontos atrás do Bahia, primeiro time fora da zona de rebaixamento. No domingo, enfrenta o Botafogo, em Araraquara (273 km de São Paulo).