Rio de Janeiro e Recife – Sonhar não custa nada. O atacante Romário, que busca o milésimo gol, fazia parte dos planos do Santa Cruz para 2007.

A contratação do Baixinho seria bancada pela Minas Gás (patrocinadora do clube). Além de reforçar o time coral, o artilheiro ?trabalharia? como garoto propaganda da empresa.

Contudo, o técnico da equipe, Givanildo Oliveira, tratou de vetar a negociação.

?Se vocês (patrocinadores) têm dinheiro para trazer Romário, então quero a contratação de Rivaldo, jogador tricolor e pernambucano. Seria ainda mais vantagem para o clube?, disse o treinador, que substitui no começo deste ano o alemão Lothar Mathäus, no comando do Atlético. Giva porém ficou somente até o início da Copa do Mundo, quando foi dispensado pelo Rubro-Negro.

Porém, Rivaldo não deverá trocar a Europa para atuar pelo Santa Cruz. Aos 34 anos e defendendo o Olympiacos, da Grécia, o meia foi eleito pela imprensa local como o ?melhor jogador estrangeiro do ano?.