Apesar da boa situação nas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo de 2018, o técnico do Uruguai, Óscar Tabárez, pregou cuidado com a Venezuela, adversária do time uruguaio nesta quinta-feira, pela penúltima rodada do qualificatório. O treinador espera um jogo duro na cidade venezuelana de San Cristóbal.

“A Venezuela é uma seleção que vai oferecer muita resistência. É só ver como eles jogaram contra a Colômbia e a Argentina”, disse o treinador uruguaio, nesta terça-feira. Sem mais chances de ir ao Mundial da Rússia, a Venezuela é a última colocada da tabela das Eliminatórias, com apenas oito pontos.

O Uruguai, por outro lado, é o vice-líder do qualificatório, com 27 pontos. Está com a vaga praticamente garantida. Dependendo da combinação de resultados nesta quinta, o time uruguaio já poderá assegurar a classificação nesta penúltima rodada das Eliminatórias. Para tanto, uma vitória sobre a Venezuela será necessária.

Tabárez, contudo, alertou para as qualidades do time da casa. “A seleção venezuelana conta com muitos jogadores de velocidade, de habilidade”, afirmou, antes de apontar a principal arma da Venezuela: “Eles geralmente levam perigo em lances de bola parada, principalmente em cruzamentos na área”.

Depois do duelo com a Venezuela, na quinta-feira, o Uruguai encerrará sua participação nas Eliminatórias diante da Bolívia, na terça que vem, no estádio Centenário, em Montevidéu. A seleção boliviana é a penúltima colocada da tabela.