Enquanto Mano Menezes dava entrevista coletiva em São Paulo para anunciar que aceitava o convite para ser o novo técnico da seleção brasileira, o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, divulgou um comunicado no site da entidade para justificar a escolha. O dirigente revelou ter ficado bem impressionado na conversa que teve com o treinador na noite de sexta-feira e disse acreditar que ele possa fazer um “time competitivo mas que tenha a cara do futebol brasileiro”.

“Ele mostrou coragem e também orgulho por ter a oportunidade que todo técnico do mundo sonha, que é dirigir a seleção brasileira. Tenho a certeza de que realizará um grande trabalho até 2014”, afirmou Ricardo Teixeira, que antes de receber o “sim” de Mano Menezes teve encarar a frustrante tentativa de contratar Muricy Ramalho para o cargo – o Fluminense não liberou seu treinador, o que fez a CBF buscar no comando do Corinthians a sua segunda opção.

Segundo o comunicado da CBF, Mano aceitou prontamente o convite, ainda durante a conversa com Ricardo Teixeira na noite de sexta-feira. Mas ele pediu um tempo para fazer o anúncio oficial, pois precisava comunicar sua decisão aos dirigentes corintianos. Assim, o treinador acertou sua liberação com o clube neste sábado e pôde confirmar que irá assumir a seleção na segunda-feira – antes disso, se despede do Corinthians no jogo deste domingo contra o Guarani.

Para Ricardo Teixeira, Mano já mostrou capacidade para fazer a renovação que ele espera ver na seleção e preparar o time para a disputa da Copa do Mundo de 2014, que acontecerá no Brasil. “A seleção brasileira, como me disse o novo técnico, voltará a ter uma presença significativa de jogadores que atuam em clubes brasileiros. O Mano Menezes, inegavelmente, é o técnico com capacidade para conduzir esse processo”, disse o presidente da CBF.