Coritiba e Paraná Clube humilharam seus adversários na última rodada. O Vila Nova sofreu cinco diante do Verdão e o Náutico, em pleno Estádio dos Aflitos, levou quatro do Tricolor. Com os ataques fulminantes, a dupla Paratiba vai para o clássico com o que tem de melhor no setor ofensivo.

Apesar de ser um confronto que já registrou grandes goleadas – como o 6 a 1 do Paraná Clube, em 2002, e o 4 a 0 do Coritiba, em 1996 -, nesta temporada foram três confrontos equilibrados, com duas vitórias do Alviverde e uma do Tricolor.

No primeiro duelo, válido pelo Campeonato Paranaense, o Paraná quebrou uma sequência de oito jogos de invencibilidade do rival e venceu por 1 a 0, com gol de Mário Diogo, em partida disputada no Estádio Carangueijão, em Paranaguá.

Pelo octogonal final do Estadual, o Coritiba deu o troco. Em um jogo eletrizante, o argentino Ariel Nahuelpán marcou o gol da vitória, aos 41 minutos do segundo tempo. Já no primeiro turno da Série B, o Alviverde conquistou mais um triunfo em cima do rival, desta vez em plena Vila Capanema.

Em jogo estava a invencibilidade de 16 jogos do Tricolor em seus domínios, que foi por água abaixo com o gol de Rafinha, que determinou a vitória coxa-branca no último clássico Paratiba.