O tenista checo Ivo Minar foi flagrado em exame antidoping após a disputa do confronto com a Argentina, entre os dias 10 e 12 de julho, pelas quartas de final da Copa Davis, de acordo com Ivo Kaderka, presidente da Associação de Tênis da República Checa.

Minar foi fundamental para o triunfo da sua equipe ao derrotar o argentino Juan Martin del Potro. O triunfo classificou a República Checa para as semifinais contra a Croácia, que serão disputadas entre os dias 18 e 20 de setembro.

Kaderka disse que Minar, número 66 no ranking da ATP, utilizou uma suplemento alimentar que aparentemente continha um derivado do estimulante pseudoefedrina, que tem seu uso proibido.

Minar desistiu de participar do US Open, apesar de ter ranking para entrar na chave principal do Grand Slam norte-americano, por conta de uma lesão. O checo não entra em quadra desde a segunda rodada do Torneio de Gstaad.