O piloto Thiago Camilo surpreendeu neste domingo (16) ao vencer pela terceira vez a Corrida do Milhão da Stock Car, disputada desta vez em Goiânia. Ainda se recuperando das lesões sofridas no forte acidente da etapa anterior, em Curitiba, Camilo mostrou incrível poder de superação também por largar apenas no 12º posto do grid. Galgando posições a cada volta, repetiu as vitórias de 2011 e 2012.

Camilo correu e venceu no sacrifício neste domingo porque precisou usar uma proteção no pé, machucado no impressionante acidente de Curitiba. O piloto foi um dos principais envolvidos no incidente e precisou ser levado ao hospital. Mesmo após ter alta, precisou se virar para correr com 18 lesões. O pé, inchado, exigiu até uma sapatilha especial.

Além das lesões e da proteção, Camilo precisou enfrentar também os adversários na pista. E eram 11 a sua frente na largada. Mas o piloto contou com uma grande saída e um pouco de sorte para despontar em quarto ainda nas primeiras voltas. Marcos Gomes, o pole position, e Rubens Barrichello perderam suas posições. O ex-piloto da Fórmula 1 sofreu um toque e caiu para 18º.

Com desempenho consistente ao longo de toda a prova, Camilo se mantinha na pista enquanto os rivais ficaram para trás por conta de paradas nos boxes ou abandonos. Faltando 15 minutos para o fim da corrida, ele finalmente assumiu a ponta e sustentou a posição até o final.

Daniel Serra chegou em segundo, enquanto Ricardo Zonta foi o terceiro colocado. Marcos Gomes, o pole deste domingo, terminou em quarto lugar. Ele foi seguido de Felipe Fraga, Valdeno Brito, Max Wilson, Raphael Mattos, Cacá Buenos e Diego Nunes, que fechou o Top 10 desta Corrida do Milhão.

Mesmo sem aproveitar a vantagem de largar na frente, Gomes se manteve na liderança do campeonato, com 158 pontos. Serra tem 133, enquanto Cacá soma 124, na terceira colocação geral. Faltam ainda cinco etapas para o fim da temporada 2015 da Stock Car.