O brasileiro Thiago Pereira teve boa participação nos três primeiros estilos da final dos 200 metros medley dos Jogos Olímpicos de Londres, disputada nesta quinta-feira no Centro Aquático, mas perdeu força nos últimos 50 metros e ficou sem medalha, na quarta posição.

O ouro foi para o “fenômeno” americano Michael Phelps, que levou a melhor na rivalidade com o compatriota Ryan Lochte, segundo colocado. Quem superou Thiago no fim foi o húngaro Laszlo Cseh, que conquistou o bronze.

 

Thiago já sabia que teria dificuldades no nado livre, o último da prova. Assim, apertou o ritmo no começo e se manteve em segundo lugar durante mais da metade da prova, inclusive sendo mais rápido que Phelps no nado costas. Contudo, o brasileiro se cansou no fim, não resistiu ao ataque de Lochte e Cseh e ficou em quarto, com o tempo de 1min56s74, o melhor de sua carreira sem os supermaiôs.

 

O pódio dos 200 medley de Londres tem os mesmos integrantes de Pequim, e o campeão foi o mesmo. Apenas Lochte, que hoje fez o tempo de 1min54s90 e Cseh (1min56s22) trocaram posições. O húngaro se redimiu de ter “segurado” nas semifinais do 400 medley e ficado de fora da luta por medalha.

Dono do maior número de medalhas olímpicas em toda a história, Phelps nadou a prova de hoje em 1min54s27, a apenas 0s04 do recorde olímpico, e ampliou sua contagem para 16 ouros e 20 subidas ao pódio no total.