Thomas Bach foi eleito ontem o novo presidente do Comitê Olímpico Internacional. O alemão é agora apenas o nono presidente nos 119 anos de história da organização.

Ex-esgrimista, Bach foi campeão olímpico em Montreal 1976 por equipes e um ano depois se sagrou campeão mundial em Buenos Aires. O dirigente comandou recentemente a candidatura de Munique para os Jogos Olímpicos de Inverno em 2018, quando a cidade alemã foi derrotada por Pyeongchang, na Coreia do Sul.

Além de Bach, os outros cinco candidatos que estavam na briga para assumir o posto ocupado pelo francês Jaques Rogge desde 2001 eram Richard Carrión (Porto Rico), Ng Ser Miang (Cingapura), Sergey Bubka (Ucrânia), Ching-Kuo Wu (Taiwan) e Dennis Oswald (Suíça).