O brasileiro Thomaz Bellucci conquistou, neste sábado, uma de suas vitórias mais importantes na carreira. Com um bom jogo de fundo de quadra a partir do segundo set, o número 1 do País derrotou de virada o chileno Fernando González, número 11 do mundo, por 2 sets a 1 – com parciais de 3/6, 6/4 e 6/3 -, com toda a torcida contra, pela semifinal do Torneio de Santiago (Chile).

Bellucci, atual número 35 do mundo, tenta neste domingo o seu segundo título de ATP. No ano passado, conquistou o Torneio de Gstaad, na Suíça, que é disputado em quadras de saibro, assim como na capital chilena. Seu adversário é o argentino Juan Monaco, 29.º do ranking mundial, que bateu outro brasileiro – João Souza, o Feijão – na outra semifinal.

Com a difícil missão de derrotar o tenista da casa, Bellucci começou o jogo muito nervoso. Errava bolas fáceis e permitia os golpes potentes de direita de González. Sem muita força, o chileno fechou a parcial em 6/3.

No segundo set, o panorama seguiu nos primeiros games. Apenas a partir do oitavo, quando o chileno passou a sentir dores no joelho é que o brasileiro iniciou a virada. González até chegou a pedir assistência médica e voltou mais equilibrado para a terceira parcial, que só teve uma quebra de Bellucci.

Com a classificação, o tenista brasileiro chega à sua terceira decisão em torneio de nível ATP. Além do título em Gstaad, Bellucci perdeu a final do Brasil Open, na Costa do Sauipe (BA), no ano passado, para o espanhol Tommy Robredo.

“Foi um jogo equilibrado, decidido nos detalhes. Tomara que amanhã (domingo) jogue bem novamente para tentar vencer o Monaco. Será um jogo muito difícil”, disse Bellucci logo após a vitória sobre González, que empata o confronto direto entre os dois em 1 a 1.