A loteria da Timemania, da Caixa Econômica Federal, foi criada em março de 2008 com o objetivo de ajudar os clubes brasileiros a quitarem suas dívidas com o Governo Federal. Inicialmente os clubes tinham 180 meses para pagar a União e não poderiam pegar mais dinheiro emprestado. Também era exigido estar em dia com os tributos trabalhistas de seus funcionários.

Os 80 clubes participantes são divididos em quatro grupos de 20. No Paraná, o Atlético é o melhor colocado do Estado, mas ocupa apenas a 18.ª posição geral, com 626.338 apostas registradas em 2008. O Coritiba vem logo atrás, com 623.397 na 19.ª colocação. Hoje, a dupla Atletiba participa do rateio dos 65%, mas em ordem decrescente, e o que sobra é cerca de R$ 100 mil por mês. O Londrina, 23.° com 510.142 apostas, divide 25% e o Paraná Clube, na 47.ª posição geral, com 378.217apostas registradas, está no bolo dos que dividem apenas 8%.

Ao todo são oitenta números e oitenta clubes de futebol na Timamania e o apostador escolhe dez números e um time do coração. Os sorteios são realizados aos domingos, sempre às 15h30. Ganha quem tiver de três a sete acertos dos sete números sorteados. Se acertar o time que escolheu, também ganha. O valor da aposta é R$ 2 e o prêmio bruto corresponde a 46% da arrecadação.

O grande escarcéu gerado pelo lançamento da Timemania passou. Os times do Paraná poderiam ocupar uma posição de maior destaque na loteria. Mas pouco fazem nesse sentido e recebem uma participação quase irrisória de seus torcedores.

Se a dupla Atletiba não se cuidar, o Santa Cruz e o Ceará estão coladinhos e podem tirar os dois do rateio de 65%. Quanto ao Paraná, há uma grande dificuldade em alcançar o chamado Grupo B e participar da divisão dos 25%.