São Paulo – A maior Copa Libertadores da América da história começa hoje, com três partidas: Libertad x Deportes Tolima, Colo Colo x Deportivo Cali e Santos Laguna e Universidad Concepción. Pela primeira vez a competição será disputada por 36 equipes.

O campeão da Libertadores receberá US$ 3,1 milhões, o que é uma miséria em comparação com a Liga dos Campeões da Europa – o vencedor não fatura menos de US$ 30 milhões – e pouco até em relação ao que pagava a extinta Copa Mercosul (US$ 4 milhões).

Na primeira fase, cada clube receberá US$ 135 mil por partida que fizer em casa. Depois, as cotas serão de US$ 185 mil nas oitavas-de-final, US$ 240 mil nas quartas e US$ 330 mil nas semifinais. O campeão levará um prêmio de US$ 2 milhões (US$ 1 milhão da Toyota e US$ 1 milhão da tevê) e o vice receberá US$ 500 mil.

Com o aumento de 32 para 36 participantes, o regulamento mudou. No formato antigo, eram oito grupos de quatro e os dois primeiros de cada um avançavam para as oitavas-de-final. Agora, serão nove chaves e apenas o primeiro de cada uma terá vaga assegurada. Os cinco melhores segundos colocados também se classificarão e as outras duas vagas serão disputadas na repescagem pelos quatro piores segundos colocados. A final está marcada para os dias 23 e 30 de junho.

A edição deste ano terá 11 clubes que já conquistaram o título: Independiente (7 vezes), Boca Juniors (5), Peñarol (5), Nacional (3), Olimpia (3), Santos (2), São Paulo (2), Cruzeiro (2), River Plate (2), Vélez Sarsfield (1), Colo Colo (1).

O primeiro time brasileiro a estrear será o Cruzeiro, que receberá o Caracas amanhã no Mineirão. Santos e São Caetano jogam quinta-feira. São Paulo e Coritiba, só na semana que vem.

O Boca Juniors é o principal adversário dos brasileiros. Campeão em três das quatro últimas edições (2000, 2001 e 2003), o time argentino perdeu apenas o volante Battaglia (foi para o Villarreal) em relação ao ano passado e manteve o técnico Carlos Bianchi, recordista de títulos da Copa Libertadores (quatro). A estrela da equipe é o atacante Tevez, eleito o melhor jogador da América do Sul em 2003.

O primeiro jogo da competição será disputado em Assunção às 20h, entre Libertad e Deportes Tolima. O destaque do time paraguaio é o lateral-direito Arce, que não conseguiu encontrar time no Brasil depois de voltar de sua decepcionante experiência no futebol japonês. A equipe tem outro ex-palmeirense: o volante Pedrinho.

O Deportes Tolima é o atual campeão colombiano. E seu técnico, Luís Augusto “Chiqui” Garcia, pensa grande: “Nosso sonho é chegar à final”.

Às 22h15, em Santiago, jogarão Colo Colo e Deportivo Cali. O último jogo de hoje começará à 0h30, no México, entre os estreantes Santos Laguna e Universidad Concepción.