A seleção de Togo, de Emmanuel Adebayor, sofreu nesta quarta-feira, mas conquistou a vaga nas quartas de final da Copa Africana de Nações. Jogando em Nelspruit, a equipe togolesa empatou por 1 a 1 com a Tunísia e garantiu a segunda colocação do Grupo D. O primeiro lugar ficou com a favorita Costa do Marfim.

Togo avançou na competição ao ficar com quatro pontos na chave. O ponto decisivo conquistado nesta quarta, contudo, foi suado. O time saiu na frente ao balanças as redes com Gakpe, aos 13 minutos de jogo. Mas os tunisianos buscaram o empate ainda no primeiro tempo, com gol de Mouelhi, em cobrança de pênalti, aos 30.

A igualdade garantia a classificação do time de Togo. E tudo parecia encaminhado até os 33 minutos, quando a Tunísia teve outra penalidade em seu favor. O mesmo Mouelhi foi para a cobranças. Mas, desta vez, desperdiçou a chance e sacramentou a eliminação dos tunisianos.

Enquanto Togo sofria para avançar à fase de mata-mata pela primeira vez, a Costa do Marfim enfrentava a Argélia com o objetivo de ficar em primeiro lugar no grupo. No entanto, sofreu para empatar o duelo por 2 a 2. O time argelino saiu na frente e abriu 2 a 0, com Feghouli, de pênalti, e Soudani. Só não fez 3 a 0 porque Boudebouz desperdiçou outra penalidade logo aos 7 minutos de partida.

A Costa do Marfim buscou o empate somente nos minutos finais. Uma das estrelas da competição, Didier Drogba enfim marcou seu primeiro gol aos 33. E Wilfried assegurou o empate, três minutos depois. Com o resultado, os marfinenses terminaram a fase de grupos na ponta da chave, com nove pontos.

Desta forma, a Copa Africana contará com seu primeiro clássico nestas quartas de final, entre Costa do Marfim e Nigéria, segundo colocada do Grupo C. Togo terá pela frente Burkina Faso, uma das surpresas da competição.