O brasileiro Torben Grael, que comanda o barco Ericsson 4, reconhece que os últimos movimentos da Volvo Ocean Race “foi genial”, porque “finalmente” conseguiram reduzir de forma importante a vantagem do Ericsson 3, embora falte uma boa distância para alcançá-lo.

O Ericsson 3, do sueco Magnus Olsson, chegou a ter 280 milhas (518 km) de vantagem sobre o barco de Grael, mas agora a diferença é de 100 milhas (185 km).