Em reunião realizada na manhã de hoje entre a Secretaria de Segurança Pública, Federação Paranaense de Futebol e dirigentes de clubes ficou decidido a proibição do uso de camisas e qualquer material alusivo às torcidas organizadas no Paraná. A proibição começa a valer a partir da rodada de domingo e se estenderá durante o Brasileirão e Copa do Brasil.

O coronel Jorge Costa Filho, comandante do policiamento da capital, diz que a polícia fará o máximo para coibir ação de vândalos e marginais no clássico Atletiba de domingo, marcado para as 19h30, na Arena. “Será usado todo efetivo possível para garantirmos a segurança e teremos suporte de helicóptero para quaisquer problemas. Vamos demonstrar qual é a postura da polícia em jogos de futebol”, relatou.

Além das mudanças citadas, policiais terão suporte de cachorros. “Todos confrontos acontecem com pessoas ligadas a organizadas. Queremos que a população de bem vá a campo com tranqüilidade. Teremos cachorros na área interna e externa. A princípio eles estarão com focinheira, mas se houver qualquer problema soltaremos o animal”, salientou.

O coronel relatou que é provável que a torcida do Atlético, por estar em maior número, deva sair depois do estádio e a torcida do Coritiba saia antes. “Teremos um policiamento nos perímetros do estádio também e já estamos acordados com a Guarda Municipal para patrulharmos os terminais”, concluiu.