Em momentos distintos no Campeonato Brasileiro e brigando, até agora, por objetivos diferentes na competição nacional, Coritiba e Atlético não estão em alta com suas torcidas – principalmente as organizadas – às vésperas do primeiro clássico Atletiba do Brasileirão deste ano, que acontece amanhã, às 21h, no Couto Pereira. Enquanto a torcida coxa-branca, prevendo mais uma vez outro sofrimento para escapar do rebaixamento à segunda divisão, já chegou a tentar invadir o CT da Graciosa e depois conseguiu uma reunião com dirigentes e atletas, os atleticanos estão em pé de guerra com a direção do Furacão, que declarou, semana passada, ser favorável à extinção das organizadas.

Para o clássico contra o Coritiba, a torcida Os Fanáticos não poderá mais uma vez ir com a sua bateria para o Couto Pereira – a decisão desta vez foi da diretoria alviverde. Isso já aconteceu na vitória sobre o Grêmio, anteontem, na Arena da Baixada, quando a facção, além de não levar os instrumentos de percussão como forma de protesto à nota da diretoria apoiando a extinção das torcidas organizadas, também xingou o presidente Mário Celso Petraglia, do Conselho Deliberativo do Furacão.

Mesmo assim, os membros da facção, descaracterizados na Arena da Baixada, não deixaram de apoiar o Furacão diante do tricolor gaúcho. Essa prática deve repetir amanhã, principalmente por se tratar do maior clássico do futebol paranaense. Porém, a diretoria do Atlético, que deve ficar localizada próxima ao espaço destinado a torcida visitante, pode ser alvo de novos protestos da facção por conta do apoio ao fim das organizadas.

A torcida organizada do Coritiba já cobrou, foi ao CT alviverde, mas parece estar em paz com o clube. Foto: Antonio More

A torcida organizada do Coritiba já cobrou, foi ao CT alviverde, mas parece estar em paz com o clube. Foto: Antonio More

Do lado alviverde, a torcida está cansada de ver o clube apenas brigando para não cair para a segunda divisão. Há duas semanas, membros da Império Alviverde, principal organizada do clube, foram até o CT da Graciosa cobrar a diretoria e os jogadores por conta da campanha ruim no Brasileirão. Na oportunidades, dirigentes, torcedores e jogadores fizeram uma reunião na capela do centro de treinamento do Verdão e, três dias depois, o Coxa venceu o Sport por 3×2, no Couto Pereira.

A situação, pelo menos na classificação, está pior ainda para o Coritiba do que naquela oportunidade. Com os dois empates seguidos colhidos diante do Internacional, em casa, e contra o Figueirense, anteontem, em Santa Catarina, o Verdão, além de ingressar na zona de rebaixamento, caiu para a penúltima colocação na classificação do Campeonato Brasileiro.

O torcedor alviverde, porém, tanto no empate contra o Internacional, quanto no duelo contra o Figueirense, em Santa Catarina, deu uma trégua ao time e reconheceu as boas apresentações do Verdão nestes compromissos. A expectativa agora é de que o Couto Pereira, amanhã, às 21h, esteja lotado e que o Coxa consiga voltar a vencer no Brasileirão e dar, novamente, motivos para a torcida voltar a sorrir. Mesmo objetivo do Furacão, que quer uma segunda vitória seguida no estádio rival. E a esperança do torcedor de verdade é que haja bom futebol em campo e festa e paz nas arquibancadas.

Super heróis! Veja mais sobre o futebol paranaense na coluna do Mafuz!