As três corridas mais importantes de sábado, sendo duas na Gávea e uma em Cidade Jardim, foram vencidas por animais nascidos e criados no Paraná.

O Grande Prêmio Euvaldo Lodi, grupo 3, com a participação de animais de três e mais anos, na distância de 1.600 metros, na Gávea, foi vencido por Dragonet , uma filha de Parme Seam (Polish Navy), de criação e propriedade do Haras Santarém, de Sílvio Bertoli, que foi dirigida por M. Aurélio e apresentada por Ildefonso Souza. Derrotou Pólvora Negra, em chegada sensacional, assinalando para os 1.600 metros, em pista de grama, 1’34"600.

Também realizado sábado, na Gávea, o Clássico Luiz Alves de Almeida, listed, foi vencido pela potranca Princess Woodmann, uma filha de Roi Normand e Shoo Bee Doo, de criação e propriedade do Haras Anderson, assinalando 1’15"800 para os 1.200 metros em pista de areia (variante). Ondemande formou a dupla, com Magic Lamp nas posição imediata.

Cidade Jardim

O Clássico Presidente João Carlos Lopes Penteado (listed), reservado para potrancas de 2 anos, principal prova de sábado em São Paulo, marcou a vitória de Perseverante, uma filha de Dodge e Widowhood, de criação e propriedade do Haras Anderson, que derrotou River Savage, assinalando 1’16" para os 1.300 metros, em pista de areia, sob a direção de Altair Domingos.