O Paraná Clube aparece em uma outra lista: a de acusados de cometer irregularidades na declaração de dólares obtidos em negociações de jogadores para o exterior. Entre 22 equipes, o Tricolor é o terceiro mais multado, segundo o Banco Central, com dívida atualizada de US$ 3.938.499,27 (cerca de 7,4 milhões).

O vice-presidente financeiro do Tricolor, Aurival Correia, confirmou as pendências, mas não entrou em detalhes. “Existe um problema antigo, mas está nas mãos de nosso departamento jurídico”, disse. Segundo o BC, a dívida do Paraná está sem possibilidade de recurso. O advogado do clube não foi localizado para explicar o caso.

Na sexta posição de clubes brasileiros com mais multas a pagar ao BC encontra-se o Coritiba. Recentemente, teria apelado ao Conselho de Recursos do Sistema Financeiro Nacional (CRSFN) para tentar reverter parte da dívida de 2 milhões de dólares (aproximadamente R$ 3,9 milhões), mas não obteve sucesso.

O advogado do Coritiba, Gustavo Nadalin, negou as informações. “Não fomos notificados sobre nada”. No entanto, o Banco Central confirmou por assessoria de imprensa que existem processos relacionados ao Coxa a serem julgados pelo CRSFN, assim como em relação ao Atlético, que  aparece na 22.ª posição da tabela de multas, com 71 mil dólares (R$ 134 mil) em pendências.