O Paraná não deverá trazer reforços para a sequência do Paranaense. O vice de futebol Aramis Tissot confirmou a intenção de não “encher a prateleira”. Assim, a tendência é que o grupo só venha a ganhar em qualidade para a disputa do Brasileiro, a partir de maio. Internamente, fala-se da busca por cinco ou seis jogadores. “Estamos observando uma série de atletas, do futebol paranaense, gaúcho, paulista…”, disse Tissot.

Alguns nomes do interior do estado vêm circulando nos bastidores da Vila Capanema, mas sem confirmação da diretoria. Até mesmo jogadores que já passaram pelo clube recentemente estariam “na mira” dos dirigentes, como o atacante Ricardinho e o zagueiro Leandro.

O jogador teve boa passagem pelo clube no segundo turno da Série B de 2008, mas depois se transferiu para o futebol coreano. Hoje, disputa o Paulista pelo Oeste de Itápolis.

“Só vamos falar em nomes ou confirmar algo após o Estadual”, disse Tissot, que gostou de saber que o Tricolor estreia em casa na Série B. “Vamos nos fortalecer para fazer um grande Brasileiro. E, começar em casa é sempre bom”. O Paraná encara o Ipatinga, no dia 8 de maio – um sábado -, às 16h, no Durival Britto.