Buenos Aires – Convidado pela Medley para conduzir o terceiro carro da equipe, o argentino Esteban Tuero retribuiu a gentileza com o melhor tempo do primeiro dia de treinos da 10.ª etapa da Stock Car, ontem, em Buenos Aires. O piloto da Minardi na Fórmula 1 em 1998 estabeleceu a volta mais rápida na terceira e última sessão de ontem, quando cravou o tempo de 51s133. A força da Medley foi ratificada com o segundo lugar de Giuliano Losacco, atual campeão da categoria.
Tuero brilhou enquanto a maioria dos olhos se voltava para o campeão Giuliano Losacco (Medley) e o líder Cacá Bueno (Action Power). Segundo colocado com 100 pontos, 48 a menos que o carioca, Losacco precisa chegar na frente dele na corrida de hoje para manter o campeonato em aberto pelo menos até a próxima etapa, a penúltima do ano. Ontem, ele conseguiu com folga. Foi mais lento apenas que o argentino, enquanto Cacá fechava apenas em 24.º.
Tuero procurou minimizar o conhecimento da pista, vantagem que, segundo ele, poderia ter sido ainda maior. "Este traçado tem apenas 2.607ms e três curvas. Nas variantes mais longas, eu poderia aproveitar bem mais minha experiência. Mas o que fez a diferença foi mesmo a qualidade da equipe. Fiquei impressionado com o profissionalismo do time", elogiou. Em julho, durante a etapa de Curitiba, Tuero andou pela primeira vez em outra equipe. "Mas choveu demais naquele fim de semana. Dei poucas voltas e, mesmo assim, ainda larguei em 11.º."
Com o carro ainda carecendo de melhor acerto aerodinâmico, Guto Negrão não foi tão feliz quanto os companheiros e terminou em 34.º. "Optamos por uma regulagem na asa traseira que deixou o carro dianteiro demais. Depois que mexemos, durante a sessão, o carro melhorou bastante. Mas já sabemos que caminho tomar para os treinos de amanhã", explicou Negrão.

Buenos Aires – Convidado pela Medley para conduzir o terceiro carro da equipe, o argentino Esteban Tuero retribuiu a gentileza com o melhor tempo do primeiro dia de treinos da 10.ª etapa da Stock Car, ontem, em Buenos Aires. O piloto da Minardi na Fórmula 1 em 1998 estabeleceu a volta mais rápida na terceira e última sessão de ontem, quando cravou o tempo de 51s133. A força da Medley foi ratificada com o segundo lugar de Giuliano Losacco, atual campeão da categoria.

Tuero brilhou enquanto a maioria dos olhos se voltava para o campeão Giuliano Losacco (Medley) e o líder Cacá Bueno (Action Power). Segundo colocado com 100 pontos, 48 a menos que o carioca, Losacco precisa chegar na frente dele na corrida de hoje para manter o campeonato em aberto pelo menos até a próxima etapa, a penúltima do ano. Ontem, ele conseguiu com folga. Foi mais lento apenas que o argentino, enquanto Cacá fechava apenas em 24.º.

Tuero procurou minimizar o conhecimento da pista, vantagem que, segundo ele, poderia ter sido ainda maior. "Este traçado tem apenas 2.607ms e três curvas. Nas variantes mais longas, eu poderia aproveitar bem mais minha experiência. Mas o que fez a diferença foi mesmo a qualidade da equipe. Fiquei impressionado com o profissionalismo do time", elogiou. Em julho, durante a etapa de Curitiba, Tuero andou pela primeira vez em outra equipe. "Mas choveu demais naquele fim de semana. Dei poucas voltas e, mesmo assim, ainda larguei em 11.º."

Com o carro ainda carecendo de melhor acerto aerodinâmico, Guto Negrão não foi tão feliz quanto os companheiros e terminou em 34.º. "Optamos por uma regulagem na asa traseira que deixou o carro dianteiro demais. Depois que mexemos, durante a sessão, o carro melhorou bastante. Mas já sabemos que caminho tomar para os treinos de amanhã", explicou Negrão.