Valência –  A UEFA agiu rapidamente e já abriu inquérito para punir o Valencia, a Inter de Milão e cinco jogadores das duas equipes que se envolveram numa batalha campal após o jogo de terça-feira, em que o clube espanhol, jogando em casa, eliminou o italiano nas oitavas-de-final da liga dos campeões com um empate sem gols.

O zagueiro Carlos Marchena e o volante David Navarro, do Valencia, o lateral brasileiro Maicon e os zagueiros Córdoba e Burdisso serão investigados por ?grosseira conduta antidesportiva? e pagar uma multa pesada, além de uma longa suspensão para jogos de torneios europeus.

?Espero que as punições sejam as menores possíveis, porque a tensão do futebol afeta o bom senso de todos?, defendeu o técnico do Valencia, Quique Sánchez. A briga começou logo após o apito final, com uma áspera discussão e troca de empurrões entre Marchena e Burdisso. Vários jogadores tentaram intervir, até que Navarro, de agasalho, se aproximou do argentino e acertou um soco que lhe quebrou o nariz. ?Uma covardia?, definiu o técnico da Inter, Roberto Mancini.

Córdoba e Maicon serão indiciados porque, em seguida, tentaram agredir Navarro, que saiu correndo, se escondeu nos vestiários e saiu por uma pequena porta nos fundos do Estádio Mestalla, em Valência. A briga prosseguiu por mais alguns minutos e chegou até o túnel que dá acesso aos vestiários.

A decisão do Comitê Disciplinar da UEFA sai na próxima quarta-feira, dia 14, e Navarro já se prepara para uma longa punição. ?Vi que ele estava tentando agredir um companheiro e perdi a cabeça. Nunca havia me comportado dessa forma e estou envergonhado?, disse o jogador, que sofreu um corte na perna esquerda ao tentar fugir das agressões e não treinou com a equipe ontem.

Eliminado, Barça pensa no futuro

Barcelona – Os jogadores do Barcelona não quiseram saber de palavras como ?fiasco?, ?vergonha? ou ?vexame? para definir a eliminação nas oitavas-de-final da liga dos campeões contra o Liverpool, terça. Os jogadores agora falam apenas em conquistar o tricampeonato espanhol, enquanto o técnico Frank Rijkaard lamentou a derrota em casa por 2×1, no jogo de ida, que tornou insuficiente a vitória por 1×0 na Inglaterra.

?Foi uma queda, mas não um fiasco. O que poderíamos fazer, dar um tiro na própria cabeça? Vencemos no ano passado, mas isso não significa que poderíamos fazê-lo de novo, disparou o meia Deco. ?É duro esquecer essa derrota, mas temos de ir com tudo para o tricampeonato espanhol e a Copa do Rei?, completou o volante Xavi.

A tarefa de superar o líder Sevilla começa de forma indigesta, num clássico contra o Real Madrid, neste sábado, no Camp Nou. ?Estamos tristes, mas temos de nos levantar porque não haverá outra chance e temos um jogo muito importante sábado?, afirmou Ronaldinho Gaúcho.