O União Bandeirante definirá seu futuro amanhã. A princípio, a equipe da terra do açúcar garante presença no Campeonato Paranaense de 2006. ?Não temos porque abrir mão da vaga. Estamos buscando apoio na cidade, aguardando respostas e também conversando com possíveis parceiros?, disse ontem por telefone Nelson do Santos, diretor do União.

Entre os apoios está uma boa conversa com Serafim Meneghel, ex-presidente e patrono do clube. Meneghel é considerado a ?alma financeira? da equipe, e que, por problemas de saúde e atendendo pedido dos familiares, se afastou do União.

Outro incentivo esperado seria a resposta do governo do estado do patrocínio do campeonato do próximo ano. Na última terça-feira, uma comitiva de dirigentes dos clubes e da Federação Paranaense de Futebol (FPF) apresentou à Secretaria de Comunicação Social uma proposta para a transmissão exclusiva dos jogos do próximo ano. ?Estamos aguardando um retorno do governo. Espero que isso aconteça nos próximos dias?, completou Nelson do Santos. A pedida dos clubes gira em torno dos R$ 1,2 milhão. A Rede Paranaense de Comunicação, filiada a Rede Globo, não foi procurada e nem apresentou alguma proposta para a transmissão das partidas.

Parceiros

Já entre os parceiros estariam empresários de jogadores, que poderiam emprestar atletas para o time disputar o Estadual. ?Estamos conversando e acredito que montaremos uma equipe competitiva?, afirmou o dirigente que não nega que o União enfrenta dificuldades.

No momento, a equipe de Bandeirantes tem um técnico, Pierrô que dirigiu as categorias de base em temporadas anteriores e foi efetivado no profissional. Além do treinador, o União tem registrados apenas nove atletas. Todos emprestados. Mas os dirigentes ainda apostam que podem completar a equipe principal com juniores que disputaram o campeonato da categoria e foram eliminados recentemente pelo Coritiba.