Primeiros colocados na fase de classificação da Superliga feminina de vôlei, Unilever, Sollys/Osasco e Blausiegel/São Caetano confirmaram o favoritismo na noite desta segunda-feira e conquistaram a classificação às semifinais da competição. Disputando o segundo jogo da série melhor de três partidas, as três equipes conseguiram a vitória que precisavam para avançar.

Único dos três times a atuar em casa, no Maracanãzinho, a Unilever chegou a levar um susto quando perdeu o primeiro set para o Cativa/Oppnus, mas se recuperou e decretou a virada por 3 a 1 (28/30, 25/16, 25/17 e 27/25). Na primeira partida, em Pomerode (SC), o time carioca havia vencido com facilidade.

A atuação abaixo do esperado recebeu críticas do técnico Bernardinho. “A equipe não conseguiu manter uma regularidade em quadra. Mais uma vez, fizemos uma partida com altos e baixos. Alternamos bons momentos com outros de excessiva tensão”, reclamou o comandante da Unilever.

Nas semifinais, a equipe carioca, atual tetracampeã da Superliga, vai encarar o São Caetano, que eliminou o Usiminas/Minas. Fora de casa, a equipe do ABC paulista venceu por 3 sets a 0 (25/14, 25/23 e 25/18). Agora, terá novamente uma série melhor de três decisiva pela frente.

O Osasco também fechou o duelo com o Praia Clube/Banana Boat fora de casa. Em Uberlândia, o time paulista venceu por 3 a 1 (25/11, 25/19, 22/25 e 25/14), para a satisfação do técnico Luizomar de Moura. “O ginásio estava lotado e a cidade estava mobilizada para ajudar o time a empatar esta série. Mas o Osasco entrou extremamente focado e conseguiu conquistar a vitória”, comemorou o treinador.

O único confronto ainda aberto das quartas fica por conta de Pinheiros/Mackenzie e Vôlei Futuro, que evitou a eliminação. Em Araçatuba, o time da casa fez valer o mando de quadra e venceu a equipe paulistana por 3 a 1 (20/25, 26/24, 25/16 e 25/22). O jogo de desempate será nesta quarta, em São Paulo, e quem vencer encara o Osasco nas semifinais.