Campinas – A diretoria da Ponte Preta anunciou ontem a contratação do técnico Vadão, que trabalhará no clube pela segunda vez na carreira – a outra aconteceu em 2001, quando chegou até a fase final do Campeonato Brasileiro. Nenê Santana, que estava comandando o time desde o ano passado, passará a ser auxiliar-técnico.

Depois de quatro rodadas disputadas, a Ponte somou apenas 1 ponto no Campeonato Paulista e ocupa a 18.ª colocação. A situação ficou insustentável para Nenê Santana depois do dérbi com o Guarani no sábado, que terminou empatado em 2 a 2.

Vadão estava desempregado, mas em 2004 levou o Bahia ao quadrangular final da Série B do Brasileiro. Para voltar ao comando da Ponte, ele fez um acordo com a diretoria, já que havia algumas pendências financeiras desde a sua primeira passagem por lá. Além do Atlético Paranaense, por quem ganhou o Seletivo de 99, Vadão trabalhou no Guarani, Mogi Mirim e Matonense.