Depois de um ano para ser esquecido em 2011, o atacante Wellington Paulista começou a atual temporada de maneira diferente. Em dois amistosos, ele já marcou quatro vezes e é considerado titular absoluto do Cruzeiro. Apesar dos gols, o técnico Vágner Mancini destacou uma outra característica do jogador: sua liderança.

“Ele tem uma liderança boa, é um cara que, dentro de campo, se preocupa muito com a parte tática”, declarou o treinador. “Ele tem a atitude. E isso é óbvio que me agrada, porque não dá para você ficar de fora do campo vendo, muitas vezes, o atleta desconectado. Ele tem que estar ligado naquilo que está acontecendo, não só na parte técnica, mas na parte tática também”, completou.

Em 2011, Wellington começou a temporada com a concorrência de Thiago Ribeiro e Wallyson, e acabou indo para o banco de reservas. Sem espaço, foi para o Palmeiras, onde não conseguiu marcar um gol sequer. De volta ao Cruzeiro, ele também não fez um grande Campeonato Brasileiro.

Por isso, neste ano, o atacante espera se recuperar, e, de acordo com Vágner Mancini, tem respondido bem em campo. “O Wellington é um cara que, desde que eu cheguei, ele vem melhorando jogo a jogo. Tinha algumas coisas que a gente, lá atrás, falava com ele, sobre a forma dele jogar, o posicionamento em campo, algumas coisas que ele às vezes exagerava, na busca de faltas. E hoje, felizmente, a gente vê que ele evoluiu bastante, vem fazendo gols. É um início de ano ainda, muita coisa pode ser mostrada ao longo da competição. Mas eu estou seguro que o Wellington vai ajudar bastante”, apontou o treinador.

Com Wellington Paulista, o Cruzeiro estreia neste final de semana no Campeonato Mineiro. A equipe, que teve sua partida da primeira rodada adiada, enfrenta o Guarani neste domingo, às 17 horas, na Arena do Jacaré, pela segunda rodada da competição.