Após mais de dez anos defendendo o gol do Barcelona, o goleiro Victor Valdés anunciou que deixaria do clube há algumas semanas. Desde então, muito se especulou sobre quando aconteceria essa saída. Mas nesta sexta-feira, o jogador, que se prepara para disputar a Copa das Confederações com a seleção espanhola, confirmou que só sairá da equipe catalã ao fim de seu contrato, em junho do ano que vem.

“Desde janeiro vinha dizendo o mesmo, nunca falei nada de diferente a respeito. Sei que ainda tenho um ano de contrato, a única coisa que disse é que não iria renovar e que estava agradecido pela proposta que haviam me feito”, disse o goleiro de 31 anos, que passou toda sua carreira no Barcelona.

Valdés justificou sua decisão dizendo que o “peso de vestir a camisa do Barça” por mais de dez anos se tornou insuportável. Desde então, a imprensa europeia passou a cogitar a possibilidade de o goleiro se transferir já nesta pré-temporada, até para que o clube catalão lucrasse com a negociação – ao fim de seu contrato, o jogador poderá ir para qualquer outro time de graça.

Com a polêmica sobre sua saída encerrada, Valdés volta as atenções exclusivamente para a Copa das Confederações. A Espanha estreia na competição diante do Uruguai, neste domingo, no Recife. O próprio goleiro garantiu estar “tranquilo” em relação ao seu futuro e com a cabeça apenas na seleção.

“Sempre estive muito tranquilo, sempre confiei em mim mesmo e mostrei minha cara para o clube, que é o que tenho feito desde janeiro. Não há nenhuma novidade. Ainda tenho um ano de contrato e estou muito feliz por ele”, afirmou.