Mais um grande clube europeu caiu na mão de um bilionário asiático. Nesta sexta-feira foi a vez de o Valencia anunciar que chegou ao fim, com sucesso, a negociação para a venda da maioria das ações do clube para o cingapuriano Peter Lim. Assim, deverá chegar ao fim a crise financeira vivida pela equipe nos últimos anos.

Com uma fortuna estimada pela Forbes em US$ 2,4 bilhões (746.º mais rico do mundo), Lim teria oferecido um total de 400 milhões de euros (US$ 720 milhões) para assumir o clube espanhol. A negociação com a diretoria do Valencia já estava fechada desde o mês passado, mas faltava um acordo com o Bankia, principal credor do clube.

Um acordo entre Bankia, Lim e a Meriton Holdings Limited, anunciado nesta sexta-feira, garantiu que o banco vai ter ressarcido os 320 milhões de euros que emprestou para o Valencia.

Nas últimas temporadas, o clube teve que se desfazer dos seus melhores jogadores para conseguir pagar dívidas. Assim, o Valência tornou-se um vendedor para o mercado europeu, perdendo, entre outros, Juan Mata, David Silva e David Villa.