Em compasso de espera, o Vasco só volta a negociar reforços quando for definido o nome do novo treinador do clube. Após a desistência de Dorival Júnior em continuar em São Januário, a diretoria do Vasco estuda qual seria o substituto ideal. Especula-se no clube que Ney Franco, do Coritiba, e Wagner Mancini, do Vitória, poderiam ser sondados após o término do Brasileiro.

Sem Dorival, a possibilidade de Dodô vir para o clube é uma incógnita. O técnico queria o atacante e deu força para o acerto. Mas depois de cumprir suspensão por causa de doping, o próprio Dodô, de 35 anos, não quer firmar acordo com o Vasco sem saber se o novo treinador aprova a contratação.

O volante Somália, do América-RN, já estava praticamente certo como um dos reforços para 2010. Como a sua vinda atendia a um pedido de Dorival, os dirigentes do Vasco vão esperar mais um pouco antes de avançar na negociação.