Além da pressão da torcida adversária e do time do Coritiba, um dos melhores do Brasil no início desta temporada, o Vasco detectou outro obstáculo para voltar de Curitiba com o título da Copa do Brasil: o frio previsto para o horário da decisão, às 21h50, no Couto Pereira. A temperatura deve oscilar na capital paranaense entre 3 e 6 graus, o que representa um contraste para a equipe carioca.

A equipe vascaína já sofreu com o frio nesta terça, no último treino antes da decisão. Para se proteger da chuva, o time treinou numa área coberta, que pertence ao Atlético-PR. O ginásio com gramado sintético foi o recurso utilizado para evitar a exposição ao mau tempo, o que poderia ser um risco à saúde dos jogadores na véspera da decisão.

O presidente do Vasco, Roberto Dinamite, prestigiou a atividade. Após conversar com os jogadores, o dirigente disse que seu time tem todas as condições de conquistar o título. “São vencedores, todos eles, jogam por um time de grande expressão e vão mostrar isso em campo”, declarou.

Os atletas do Vasco também receberam o apoio das torcidas organizadas do Atlético-PR. Presentes no treino, os torcedores manifestaram apoio declarado ao Vasco. Vão estar ao lado dos vascaínos para ajudar a derrotar os rivais.

Ricardo Gomes aproveitou a atividade desta terça para acertar os últimos detalhes do time. O técnico contará com todos os titulares à disposição com a liberação de Eder Luís, Ramon e Eduardo Costa. “Queremos nos despedir de Curitiba com o título. Tomara que o frio não atrapalhe. Confiança é o que não falta”, disse o treinador.

O Vasco deverá entrar em campo nesta quarta-feira escalado com: Fernando Prass; Allan, Dedé, Anderson Martins e Ramon; Rômulo, Eduardo Costa, Felipe e Diego Souza; Eder Luis e Alecsandro.