O Vasco venceu o Madureira por 3 a 1, na tarde desta quinta-feira, e se manteve no G4 do Campeonato Carioca, em busca da vaga nas semifinais. Em uma partida de baixo nível técnico, no esburacado campo de Conselheiro Galvão, o time vascaíno foi superior e ganhou até com certa tranquilidade.

O atacante Edmílson fez um dos gols da vitória em Madureira e assumiu a artilharia do Campeonato Carioca ao lado de Alecsandro, do Flamengo, ambos com seis. Já o meia Douglas, recém-chegado ao clube, marcou pela primeira vez com a camisa vascaína.

Com a vitória na 11ª rodada, o Vasco permaneceu na quarta colocação do Campeonato Carioca, agora com 21 pontos, e encostou no Fluminense e na Cabofriense, ambos com 23 – a liderança é do Flamengo, com 25. Enquanto isso, o quinto colocado Nova Iguaçu tem 16. Já o Madureira segue com apenas 13, fora da briga.

A partida começou com muitos erros dos dois lados, sendo que a atuação dos dois times se agravou pelas péssimas condições do gramado e pelo forte calor na cidade. Com isso, o jogo, diante de apenas 1.081 pagantes, era muito brigado, com elevado número de faltas.

Mas, aos poucos, o Vasco foi se adaptando e encontrando espaços, principalmente com a movimentação do atacante Thalles e as jogadas individuais de Douglas. O primeiro gol vascaíno, no entanto, veio numa subida surpresa do zagueiro Rafael Vaz, no último minuto do primeiro tempo, em que ele carregou a bola na intermediaria e chutou forte para abrir o placar.

A segunda etapa começou com o Vasco atacando forte. Assim, Edmílson logo aumentou o placar. Em seguida, o time relaxou, permitindo que o Madureira diminuísse no pênalti de Carlinhos. Mas a vitória vascaína não sofreu ameaça. E, para ajudar, Douglas ainda fez mais um, também em cobrança de pênalti, definindo o placar de 3 a 1.

FICHA TÉCNICA:

MADUREIRA 1 X 3 VASCO

MADUREIRA – Rodrigo Café; Aislan, André e Leozão (Erivelto); Marquinhos (Rodrigo Lindoso), Gilson (Romário), Bruno Tiago, Victor Bolt, Carlinhos e Luiz Paulo; Fernandinho. Técnico – Antônio Carlos Roy.

VASCO – Martín Silva; André Rocha, Rodrigo, Rafael Vaz e Diego Renan; Aranda, Pedro Ken, Fellipe Bastos (Montoya) e Douglas (Bernardo); Thalles (Reginaldo) e Edmilson. Técnico – Adilson Batista.

GOLS – Rafael Vaz, aos 44 do primeiro tempo; Edmílson, aos 6, Carlinhos (pênalti), aos 16, e Douglas (pênalti), aos 35 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Marcelo de Lima Henrique.

CARTÃO AMARELO – Fellipe Bastos, Pedro Ken, Luiz Paulo e Reginaldo.

RENDA – R$ 25.200,00.

PÚBLICO – 1.081 pagantes.

LOCAL – Conselheiro Galvão, no Rio.