Vicélia Ângela Florenzano vai receber no próximo dia 29 de março, na Câmara Municipal de Curitiba, o prêmio Mérito Esportivo por seu trabalho à frente da Confederação Brasileira de Ginástica (CBGin), onde atua há 15 anos.

O autor da proposta, vereador Mario Celso Cunha (PSDB), destacou que "Vicélia realiza um trabalho brilhante, revelando valores para a ginástica brasileira. Tem conseguido uma atuação de destaque pela maneira séria e competente como comanda a entidade, disputando com a equipe nacional os jogos pan-americanos e olímpicos, conseguindo diversas medalhas de ouro, prata e bronze".

Vicélia é paranaense, eleita pela quinta vez para a presidência da Confederação em janeiro passado. A ginástica olímpica foi oficializada no Brasil em 1951, com a criação das federações do Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo, que no mesmo ano se filiaram à Confederação Brasileira de Desportos (CBD). A Confederação Brasileira de Ginástica foi fundada em 25 de novembro de 1978.

A ginástica tem três modalidades olímpicas: a artística, a rítmica e o trampolim acrobático. Na artística, a competição pode ser individual ou por equipe, sendo aberta a homens, que disputam seis provas (salto sobre cavalo, cavalo com alças, argolas, barra fixa, barras paralelas e solo); e mulheres, que disputam quatro provas (salto sobre cavalo, trave, barras paralelas e solo). Na rítmica é exclusivamente feminina, com competições individuais e por equipe, usando cinco aparelhos (fita, corda, maça, bola e arco). Por fim, o trampolim acrobático é uma prova de um só aparelho, disputada por homens e mulheres.