A organização do XIII Transparaná, viajou, dia 6, e deve retornar no domingo, realizando a prova experimental do evento, que começa no dia 20 de janeiro. O objetivo é fazer a verificação dos caminhos e trilhas, a conferência de tempos e velocidades e a metragem das planilhas. Tudo isso para que a prova, que contará com a participação de aproximadamente 150 aventureiros, entre competidores e organização, seja realizada com segurança. O percurso deste ano será de Guaíra até Guaratuba, percorrendo o Paraná, numa aventura única.

Para isso, a viagem tem o acompanhamento de Jackson Luiz Vosgerau, do IAP – Instituto Ambiental do Paraná; major Sérgio Filardo, comandante do Batalhão de Polícia Ambiental Força Verde; Odair de Oliveira, diretor-técnico da prova e outros participantes que fazem parte da organização do evento.

O IAP só autoriza a realização da prova se houver respeito à natureza.

?Fazemos toda a verificação durante o percurso, para que não haja nenhum tipo de prejuízo ao meio ambiente?, diz Jackson. Já a PMPR fará toda a segurança da prova. ?O mais importante é tomar medidas que evitem acidentes com os transeuntes?, esclarece o major Filardo.