Poucas horas após conquistar a pole position para o GP do México, o holandês Max Verstappen foi punido pelos comissários da prova e perdeu a primeira posição no grid de largada. A colocação foi herdada pelo monegasco Charles Leclerc, que terá o companheiro de Ferrari, o alemão Sebastian Vettel, ao seu lado no início da corrida.

Verstappen foi punido por não ter reduzido a velocidade de sua Red Bull diante da bandeira amarela exibida logo que o finlandês Valtteri Bottas sofreu forte acidente nos instantes finais do treino classificatório, neste sábado. No momento, o holandês já havia registrado a melhor volta do treino, assegurando a pole.

No entanto, os comissários não deixaram escapar a infração diante da bandeira amarela. Verstappen acabou perdendo de três posições na largada. Vai sair, portanto, da quarta colocação. Ele foi o vencedor das duas últimas corridas disputadas no Autódromo Hermanos Rodríguez, na Cidade do México.

Com a punição, Leclerc saltou para a primeira posição, seguido por Vettel. Será a sétima vez na temporada que o piloto de Mônaco largará da primeira colocação. Será a sexta etapa consecutiva que a Ferrari sairá do primeiro posto do grid.

A sanção a Verstappen também beneficiou Lewis Hamilton. Com chances de sacramentar o título da temporada neste fim de semana, ele passou do quarto para o terceiro posto no grid. O piloto da Mercedes precisa terminar a corrida com 14 pontos de vantagem sobre Bottas para ficar com o título, faltando três etapas para o fim do campeonato.

“É muito decepcionante sofrer uma punição como essa. A Ferrari vai estar muito rápida amanhã domingo. Então, o cuidado com os pneus será decisivo. De qualquer jeito, teremos um grande carro. Então, será uma boa disputa”, comentou o holandês, após a punição.

Confira abaixo o grid de largada do GP do México:

1.º – Charles Leclerc (MON/Ferrari), 1min15s024
2.º – Sebastian Vettel (ALE/Ferrari), 1min15s170
3.º – Lewis Hamilton (ING/Mercedes), 1min15s262
4.º – Max Verstappen (HOL/Red Bull), 1min14s758*
5.º – Alexander Albon (TAI/Red Bull), 1min15s336
6.º – Valtteri Bottas (FIN/Mercedes), 1min15s338
7.º – Carlos Sainz Jr. (ESP/McLaren), 1min16s014
8.º – Lando Norris (ING/McLaren), 1min16s322
9.º – Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso), 1min16s469
10.º – Pierre Gasly (FRA/Toro Rosso), 1min16s586
11.º – Sergio Pérez (MEX/Racing Point), 1min16s687
12.º – Nico Hülkenberg (ALE/Renault), 1min16s885
13.º – Daniel Ricciardo (AUS/Renault), 1min16s933
14.º – Kimi Raikkonen (FIN/Alfa Romeo), 1min16s967
15.º – Antonio Giovinazzi (ITA/Alfa Romeo), 1min17s269
16.º – Lance Stroll (CAN/Racing Point), 1min18s065
17.º – Kevin Magnussen (DIN/Haas), 1min18s436
18.º – Romain Grosjean (FRA/Haas), 1min18s599
19.º – George Russell (ING/Williams), 1min18s823
20.º – Robert Kubica (POL/Williams), 1min20s179

* sofreu punição horas após o fim do treino.