Apesar de estar próximo de completar 48 anos, Evander Holyfield segue com planos de fazer ainda mais história no boxe. Atualmente dono do cinturão da FMB, uma categoria menor, o ex-campeão mundial faz planos de só se aposentar dos ringues quando reunir em mãos os títulos de todas as divisões dos pesos-pesados. Para isso, não mede esforços e diz que, se preciso, lutará até os 50 anos de idade, conforme disse em entrevista ao jornal inglês The Sun.

Na conversa, o lendário boxeador faz questão de não esconder a sua idade (completa 48 em outubro), cita que este é seu sonho desde 1992 e que “bateu na trave” algumas vezes, como aconteceu contra o inglês Lennox Lewis, em que acabou derrotado, em 1999.

Para se tornar o “campeão indiscutível”, como diz, Holyfield pretende desafiar o campeão Wladimir Klitschko, que detém as conquistas na WBC, WBO e IBF. Outro que estuda ter como adversário é David Haye em seu objetivo de unificar os cinturões.

Em 2008, o veterano americano enfrentou o russo Nikolai Valuev, mas acabou derrotado em decisão polêmica dos juízes, resultado que acabou mantendo o título da WBA nas mãos do adversário. Depois, superou Francois Botha para ficar com a coroa da WBF. Agora, deixa claro seu objetivo: “pretendo me aposentar como campeão, não como ex-campeão”.