Sebastian Vettel havia vencido cinco das seis primeiras corridas da temporada do Mundial de Fórmula 1. Neste domingo, vencia o Grande Prêmio do Canadá até a última volta, mas cometeu um erro, permitiu a ultrapassagem de Button, e terminou na segunda colocação. Mesmo desapontado, o alemão da Red Bull sabe que, para buscar o bicampeonato, cada ponto é importante.

“Claro que estou desapontado, mas, com certeza, foi um bom dia hoje (domingo). É fácil cometer erros e houve um monte de carros que não terminaram, por isso é bom conseguir os pontos. Dito isso, no momento – quando você tem a vitória nas suas mãos e a deixa escapar -, não estou com o sentimento mais doce. Mas, apesar de tudo, foi uma boa corrida para nós.”

Vettel, que liderou praticamente toda a corrida, culpa seu próprio conservadorismo pela vitória perdida na última volta. “Quando eu estava na liderança após o último safety car, eu não abri vantagem suficiente e estava tentando manter a diferença para os carros que vinham de trás. Vi o Jenson chegando e achei que era o suficiente para o fim, mas obviamente não era”, explicou o piloto. “Há apenas uma linha e em acabei no molhado, então foi muito fácil para ele me passar.”

Mark Webber, que fez uma corrida de recuperação, cruzou a linha de chegada em terceiro. Ele exalta a disputa por posições com Schumacher e Heidfeld: “Eu tinha alguns carros para passar depois da parada, mas apareceu a linha seca e fora dela estava escorregadio. Foi muito difícil tentar algumas ultrapassagens, pois significava cair num espaço muito estreito de pista e quando você pega pela frente caras como Michael (Schumacher) e Nick (Heidfeld), eles sabem o que estão fazendo e isso é muito difícil”.