Kelly Slater corre pressionado em Pipeline.

O havaiano Andy Irons colocou fogo na briga pelo título de 2003 da elite do surfe mundial, o World Championship Tour (WCT). Sexta-feira, na praia de Sunset, no Havaí, Andy foi vice-campeão do Rip Curl Cup, penúltima etapa do WCT, e colou no líder do ranking mundial, o americano Kelly Slater. A diferença entre os dois surfistas é de apenas 96 pontos, já que Slater ficou na 17.ª colocação.

Na decisão do Rip Curl Cup, que também vale como a segunda etapa da “Tríplice Coroa Havaiana”, Andy Irons foi superado na final pelo australiano Jake Paterson. O havaiano Shane Dorian ficou em terceiro e o australiano Taj Burrow, em quarto.

Entre os brasileiros, destaque para Guilherme Herdy, que alcançou às quartas-de-final e ficou em 13.º. Depois de passar em primeiro em sua bateria da terceira fase, superando os australianos Luke Stedman, Joel Parkinson e Daniel Wills, o brasileiro não conseguiu repetir a atuação e ficou em quarto na bateria seguinte, atrás de Shane Dorian, Luke Stedman, Damien Hobgood. Herdy é também o brasileiro mais bem colocado no ranking mundial, ocupando a 21.ª posição.

Teco e Neco Padaratz, assim como Peterson Rosa, também entraram na água no último dia de competições nas ondas de cerca de 3 metros e boa formação. Os três, porém, foram desclassificados na terceira fase, terminando em 17.º lugar.

Jake Paterson comemorou muito o título do Rip Curl Cup. “O título da Copa Davis conquistado pela equipe australiana de tênis foi a minha inspiração”, disse Jake, que engordou a conta bancária em US$ 30 mil.

A última etapa do WCT acontece em Pipeline, de 8 a 20 de dezembro e quem chegar na frente na briga pelo título será o campeão. Andy Irons garante que vai dar trabalho ao hexacampeão mundial Kelly Slater.