A Confederação Brasileira de Ginástica ficou surpresa com a notificação que recebeu esta semana dos atletas Diego Hypólito e Victor Rosa, ambos do Clube de Regatas do Flamengo, com o pedido de desligamento da seleção permanente de ginástica artística.

Os atletas, que fazem parte da equipe permanente desde 2002, ano que teve início o projeto, alegaram que os treinos em Curitiba há algum tempo deixavam a desejar. Justificativa que causou estranheza à presidente Vicélia Florenzano, pois os dois atletas estavam afastados dos treinamentos até tempos atrás. "Os dois ficaram parados praticamente o ano de 2005 inteiro, não participando dos treinamentos, e devido a isso nos causa estranheza essa declaração, se estivessem reclamando do departamento médico poderia até averiguar".

Diego Hypólito voltou aos treinos semanas antes de competir e conquistar o título de campeão mundial de solo, em novembro de 2005. "Fato que põe em dúvida mais uma vez a declaração dada por ele, pois chegou a este título com esses treinamentos", ressaltou Vicélia. E o atleta Victor Rosa voltou a treinar a menos de um mês, começando seus treinamentos após os outros integrantes, devido a problemas pessoais.

Apesar da surpresa e estranheza da Confederação Brasileira de Ginástica, a entidade liberou os atletas para voltarem a seus clubes, como foi pedido.