O pugilista ucraniano Vitali Klitschko conseguiu manter neste sábado o título mundial dos pesos pesados, versão Conselho Mundial de Boxe (CMB). Em luta contra o norte-americano Shannon Briggs, em Hamburgo, na Alemanha, ele venceu por pontos, após a disputa de 12 assaltos em que esteve quase sempre em vantagem.

Mesmo sem ter conseguido derrubar Shannon Briggs, os três juízes foram unânimes ao apontar a vitória de Vitali Klitschko na luta deste sábado, com a seguinte pontuação: 120 a 107, 120 a 107 e 120 a 105. Assim, o pugilista ucraniano de 39 anos teve sucesso em sua sétima defesa do título mundial dos pesos pesados.

Nos últimos assaltos, o campeão esteve perto de conseguir o nocaute, acertando vários golpes no rival já bastante cansado. “Estou com a mão doendo (de tanto golpear)”, afirmou o ucraniano. “Foi a melhor luta de toda a minha carreira, mas Vitali é rápido e golpeia forte. É um grande pugilista”, elogiou Briggs.

Agora, Vitali, que é irmão mais velho do também campeão mundial Wladimir Klitschko, passa a ter 41 vitórias em 43 lutas. Enquanto isso, Briggs sofreu a sua sexta derrota em 58 combates e, já com 38 anos, perdeu a sua segunda chance de ser campeão mundial – a outra foi em 1997, diante do britânico Lennox Lewis.