O volante Vitor voltou a treinar com seus companheiros após duas semanas restrito a trabalhos físicos e de fisioterapia. Ontem à tarde, ele participou do coletivo, se movimentou bem e disse estar à disposição do técnico Sérgio Soares para o jogo de amanhã. “Me senti bem. Agora é manter o ritmo o que é muito importante. Vinha numa sequência boa de jogos e, infelizmente, me machuquei. Estou à disposição se o professor precisar de mim”, afirmou.

O jogador não atua desde a vitória por 1 a 0 sobre o Leão baiano, em 29 de setembro, jogo no qual se lesionou. Ele recebeu uma pancada no tornozelo e teve que sair de campo. A vontade de voltar a atuar pelo Atlético nesta reta final de Brasileirão supera qualquer incômodo físico. “Quero ajudar meus companheiros”, complementou. Vitor briga por uma vaga no meio-campo da equipe.

Neste Campeonato Brasileiro, o volante disputou 13 jogos sendo nove deles como titular. Para a partida contra o Goiás, ele acredita numa boa apresentação do Rubro-Negro e na conquista dos três pontos. “Todos os jogos são difíceis neste campeonato. E esses dois (Goiás e Fluminense), dentro de casa, são muito importantes pra gente, para a nossa situação na tabela. Contra o Goiás será muito mais que uma decisão. Então espero que nossa equipe consiga a vitória”, finalizou.