João de Noronha
DÁ-LHE GRISON (Cristiano Martins), de
criação e propriedade do Haras Clemente
Moletta, venceu o Clássico Paulo Pimentel,
apresentado em boa forma
por Pedro Nickel Filho.

OClássico Paulo Pimentel, corrida mais importante de sábado, no Tarumã, marcou mais uma excelente vitória de Dá-lhe Grison, de criação e propriedade do Haras Clemente Moletta que recebeu precisa direção de Cristiano Martins e apresentado por Pedro Nickel Filho.

Latin Cat correu na ponta, seguido de perto por Dá-lhe Grison e Juanito Caminador. Na reta de chegada, com grande ação, Dá-lhe Grison assumiu a ponta e seguiu até o final, cruzando o disco com mais de dois corpos na frente de Top Colony, que formou a dupla, com Octogonal, Aramore e Moroti nas posições imediatas.

PE Aramys Athayde

Pepe Legal conseguiu convincente vitória na Prova Especial Aramys Athayde. O ligeiro Jadhir correu na ponta com Nikkey perto na segunda colocação. Na reta, Jadhir livrou maior vantagem, mas no final não resistiu ao forte ataque de Pepe Legal, que com grande ação firmou-se na primeira colocação, chegando a seguir o ligeiro Jadhir, com Caro King e Nikkey nas posições imediatas.

Pepe Legal, de criação do Haras Pirassununga, defendeu as cores do Stud Dubai Again, preparado por Luiz Roberto Feltran e bem dirigido por João Sampaio Cardoso.

PE Alcides Coltri

Jane Love e La Motte abriram a reunião com empate na Prova Especial Alcides Coltri. Jane Love e Acqua Marinha brigaram pela ponta durante quase todo o percurso, enquanto La Motte, que corria na última colocação, atropelou forte e cruzou o disco em luta com Jane Love, com Acqua Marinha na posição imediata. Como La Motte encobriu Jane Love, a Comissão de Turfe optou pelo empate. La Motte (M.Marques) do Stud Lu e Leo foi apresentada por Luiz Roberto Feltran, enquanto Jane Love (Jair Jesus), sob os cuidados de Olívio Zantedeschi, defendeu a farda do Haras Morro Vermelho.

Hóspede de Classe (J.Ventura), do Stud São Pedro do Rio Grande, confirmou seu favoritismo no segundo páreo. Com manhas atrasou-se na curva, mas na reta atropelou forte, para ganhar com autoridade, com Mr. Big Lark, que correu na ponta, mas no final perdeu o segundo para Navy?s Captain.

PE Murilo Corrêa

Oxygene, do Haras Preto e Ouro,venceu a terceira prova apresentado por Ricardo Colombo e dirigido por Vlademir Medeiros. O favorito Rocky Pesado assumiu a ponta na primeira parte do percurso, mas na curva foi dominado por Oxygene, que livrou ampla vantagem e seguiu até o final, com Jaracap melhorando para segundo, enquanto Cássia Bianca terminou na posição imediata.

Lu Costello, do Stud Mandrake, venceu de ponta a ponta a quarta prova, sob os cuidados de Alaerte Ortiz e dirigido por João Sampaio Cardoso. Entrou na reta com boa vantagem e no final defendeu-se do ataque de Jaracap, que depois de prejudicado na partida atropelou forte na reta de chegada. Eyjur, que largou mal, terminou na terceira colocação, sem ameaçar os dois primeiros.

Dizzy Fantastic, do Stud Alvarenga, preparada por Jairo Borges e bem dirigida por Vlademir Lemos de Medeiros, conseguiu boa vitória na penúltima corrida, mas só no final dominou a ligeira Minha Graça, com Bermudez em terceiro.

Obtuso venceu a prova final do programa, dominando no final Minneápolis, que liderou a corrida durante quase todo o percurso, mas nos últimos metros não resistiu ao ataque de Obtuso. Imortal Líder chegou mais atrasado na posição imediata.