A prova reservada para produtos de dois, com a denominação de Prêmio Raphael Munhoz da Rocha, foi vencida de ponta a ponta pela potranca Ursa Ligeira, de criação e propriedade do Haras dos Girassóis que foi apresentada por Gladston Figueiredo Santos e bem dirigida por Edgar Araújo.

A corrida resumiu-se em sensacional duelo. Ursa Ligeira regulou o ritmo da corrida, sempre com Peito aberto na posição imediata. Bem dosada seguiu firme até o final, para ganhar por mais de um corpo de Perto Aberto.

Provas complementares

Kangoo, dirigido por Silvio Generoso venceu em chegada sensacional a prova de abertura do programa. Uniboy di Job correu na ponta chegando a dar impressão de vitória, mas no final prevaleceu Kangoo, que em forte atropelada dominou a corrida, com É Verdadeira na segunda colocação. O vencedor, do Stud Mandrake, foi apresentado por Ivo Oliveira.

Laborioso surpreendeu no segundo páreo. Depois de dominar Jaracá regulou o ritmo da corrida, mas no final prevaleceu Laborioso, que conseguiu boa vitória em movimentado final, com Jaraca e Xara?s Bronze nas posições imediatas. Laborioso, defendendo a farda de Daniele Cristina de Souza e apresentada por Sérgio Loezer recebeu tranqüila direção do aprendiz, Diogo Shibata.

Spring Machine, da Agropastoril Ricci, confirmou seu favoritismo na terceira prova, Depois de figurar sempre entre os primeiros, firmou-se na ponta, para ganhar com autoridade de Ursa di Java, com Bonita do Xará na posição imediata. O vencedor, apresentado por Júlio Cesar, recebeu precisa direção de Júlio Miranda.

Ready To Glory venceu a quarta prova. Coro Real assumiu a ponta na primeira parte do percurso, com Obom da Boca na segunda colocação. Ready To Glory, porém, com boa ação dominou a corrida na reta de chegada, com Coro Real na posição imediata. Obom da Boca na posição imediata, Ready To Gloy, do Stud Brothers, apresentado por José da Silva Alves, marcando a segunda vitória de Silvio Generoso.

O quinto páreo  foi vencido por Blessed John. Dona Encrenca correu na ponta com vários corpos de vantagem, mas no final,  foi amplamente dominada por Blessed John, com o favorito O?Clock mais atrasado na terceira colocação. O vencedor, de criação do Haras Gralha Azul, defendeu a farda do Haras Áustria, sob os cuidados de Altair Chioratto.

A sétima prova foi decidida em chegada sensacional. Pelo lado externo da pista Senior di Job, que regulou o ritmo da corrida, seguido de perto por Quarter Gipsy, que atacou o ponteiro nos metros finais. Senor di Job vinha defendendo sua posição, mas nos últimos metros correu para fora chegando a se chocar com Quarter Gipsy. A Comissão de Turfe desclassificou Senior di Job e, desta forma, Quarter Gipsy, do Haras Anderson, foi aclamado vencedor. Apresentado sob os cuidados de Antenor Menegolo Neto e dirigido por Valmir Rocha.

Personal Charm, do Stud Instante Mágico, preparado por Djalma Correa e apresentado por Julio Cesar Miranda venceu a oitava prova, Aicoaté correu na ponta, mas na reta prevaleceu Personal Charm com Nasa Glory na formação da dupla.

Opô Afonjá confirmou seu favoritismo vencendo de ponta a ponta a penúltima prova, sem ser ameaçado por Onda Morena, que formou a dupla, com Las Vegas Boy na posição imediata. Opô Afonjá, do Stud Netos do PKB recebeu a direção de Fabio Stinghen e apresentado por Marcus Vinicius Lanza.

Pepi Luci, do Haras Monte Carlo, sob os cuidados de Olívio Zantedeschi, venceu a prova de encerramento dominando Casiraghi por cabeça, bem dirigida por Gilmar Brito.